Ponta da Juatinga – Paraty, RJ.

A Travessia da Ponta da Juatinga é uma das Travessias de litoral mais lindas do Brasil.
Tendo como ponto de encontro a histórica cidade colonial de Paraty, considerada Patrimônio Histórico Natural, preserva até hoje seus inúmeros encantos naturais e arquitetônicos.
Caminhar no calçamento “pé de moleque”, cheios de pedras, nos faz diminuir o ritmo, entrar em outra época, em outro tempo. Observar os casarões antigos, as igrejas, os símbolos maçônicos que enfeitam as paredes, nos remetam ao passado cheio de magia!
É neste ritmo que caminhamos em direção ao Cais de turismo e assim damos inicio a uma jornada inesquecível.

Assista o video abaixo:

Nossa travessia fica dentro da Reserva Ecológica Estadual da Juatinga, que protege todo território da Península da Juatinga, que abriga uma rica diversidade ambiental e cultural, com remanescentes florestais da Mata Atlântica, repleta de rios convidativos à um refrescante banho, cachoeiras e uma flora e fauna rica cores, cheiros e sons, além de proteger e manter as comunidades tradicionais caiçaras.
Saindo de Paraty a nossa parada é na Praia do Pouso da Cajaiba, que logo no inicio da aventura, já nos recebe com suas águas calmas e claras.
De lá para frente inicia-se a caminhada de três dias, aproximadamente trinta quilômetros, pela zona costeira, atravessando praias, rios, mata e morros com inclinação e declinação acentuadas.
Um atrativo a parte é o contato com a comunidade local, que encontra na simplicidade a felicidade e na natureza, seu sustento.
Simpáticos e acolhedores são estes moradores que nos recebem e sempre prontos para uma boa prosa, nos presenteiam com verdadeiros ensinamentos de vidas.


Do lendário Seu Maneco, resistente e obstinado à manter para os amantes da natureza a Praia de Martim de Sá, onde vive com sua família, únicos moradores do local, do sorriso de Tereza, sua filha, que sempre nos recepciona para um delicioso almoço, à timidez temporária do casal Aprígio de Dulcinéia, da Praia de Cairuçú das Pedras, que aos poucos deixam rolar solta uma conversa deliciosa. Donos do camping mais espetacular da Travessia! Da alegria da Branca, que tem nos “seus” turistas o motivo de festa, e olha que seu camping, na praia de ponta Negra, é sempre bem animado.
Estes são alguns personagens reais que conhecemos no caminho, aqueles que mesmo distantes acabam permanecendo em nossas memórias e corações.
Ao longo do percurso conhecemos várias praias. São elas:
– Pouso da Cajaíba (onde iniciamos)
– Martim de Sá
– Cairuçú das Pedras
– Ponta Negra
– Galhetas
– Antiguinhos
– Antigos
– Praia do Sono.
O mais comum é fazer a Travessia em 3 dias, mas também fazemos o roteiro em 2 ou 4 dias.
Os pernoites são em barracas duplas, montadas nos campings dos caiçaras, onde preparamos nosso jantar e descansamos ouvindo o balanço do mar sob a luz das estrelas.
Uma experiência realmente transformadora!

Deixe um comentário